TED Talk inglês resumido em português – Johann Hari: Everything You Think You Know About addiction is Wrong

TED Talk Johann Hari

TED Talk inglês resumido em português – Johann Hari: Everything You Think You Know About addiction is Wrong

Gosta de TED Talk mas não domina a lingua inglesa? Vamos traduzir uma série de palestras em nosso blog :)

O escolhido deste post é Johann Hari com “Everything you know about addiction is wrong” – “Tudo o que você sabe sobre vícios”, no TEDx London.

Devido aos casos de vício em drogas que Johann teve em sua família, ele decidiu realizar uma pesquisa para buscar algum jeito de ajudar os viciados que estão em sua vida e que ele ama.

De cara ele esbarrou em algumas questões iniciais que ele mesmo ainda não tinha a resposta sobre vícios:

– O que exatamente causa o vício?
– Por que continuamos a usar o mesmo método que parece não funcionar para livrar as pessoas de vícios?
– Existe algum jeito melhor de livrar pessoas de vícios?

Ele leu muito sobre a questão e não encontrava respostas satisfatórias para essas perguntas, então ele decidiu ir falar com quem viveu isso.

Johann teve contato com várias pessoas, desde um traficante transgenero de uma área extremamente perigosa até um cientista que investe bastante tempo alimentando mangustos com alucinógenos para ver se eles gostam.

Ele também foi até portugal que é o único país no mundo que descriminalizou todas as drogas, de maconha até craque. E nesse processo ele descobriu que basicamente tudo que sabemos sobre vícios está correto.

Para explicar o que Yohann aprendeu, ele pede para o público imaginar a seguinte situação:

“Imagine que voces vão participar de um experimento sobre heroína em que, por 20 dias, você iria usar três vezes ao dia uma dose relevânte da droga”

A maioria das pessoas acharia que após usar essa quantidade de droga, ao final do experimento, seu corpo estaria quimicamente afetado e eles estariam viciados em heroína.

Acontece que uma pessoa que se machuca e está com bastante dor, ao chegar no hospital irá receber “Diamorfin”, que é Heroína, na verdade é algo mais forte que heroína porque é puro.

Muitas pessoas receberam doses disso, com uma frequência de três vezes ao dia durante vinte dias pelo mundo todo e não se tornaram viciadas.

A crença de que se transformamos em viciados por transformações químicas em nosso corpo após o uso recorrente de drogas se dá por causa de estudos conduzidos no início do século 20.

Nesses estudos, era colocado para umm rato duas opções de água, uma com drogas e outra água pura, todo dia.

Quanto mais tempo se passava, mais os ratos estudados escolhiam a água com drogas, até o momento em que eles somente escolhiam a água com drogas.

Nos anos 70, um professor universitário conduziu um experiento parecido em vancouver. Mas dessa vez, a gaiola onde o rato estava preso não dava a ele somente a opção de escolher entre duas águas, dessa vez foi construído um “gaiola parque de diversão para ratos”.

Fizeram túneis, bolinhas coloridas, queijo, rodas de exercício, outros ratos para interagirem e fazerem sexo. E além dessas coisas também inseriram as duas opções de água, a pura e a com drogas.

Nessa segunda versão do experimento, pouquíssimos ratos se envolveram com a água contaminada por drogas, a maioria deles ia direto na água pura e eles mantiveram esse comportamento por um bom tempo.

Mais ou menos ao mesmo tempo, algo muito similar mostrava o mesmo efeito em seres humanos, era a guerra do Vietnã. Aproximadamente 20% dos soldados americanos usavam heroína durante a guerra, o governo estava bastante preocupado com o retorno deles, porque seriam milhares de homens perigosos tendo crises de abstinência nas ruas dos EUA.

Aconteceu que, ao voltar da guerra, 95% dos viciados do Vietnã pararam com o uso das drogas.

A partir disso, começou-se a surgir a ideia de que o vício não tem a ver com a dependência química, mas sim com a sua “gaiola de ratos”, outro professor chamado Peter Cohen criou o conceito de conecções ao em vez de vícios.

Se tudo estiver bem, o ser vai se conectar com coisas boas para sua vida, mas se o ser estiver isolado, traumatizado ou por algum motivo abatido pela vida, ele vai se conectar com algo que dê alguma sensação de alívio, por exemplo: apostas, pornografia ou drogas entre outras coisas.

No mundo inteiro, viciados são tratados através de punição, exclusão e fichas criminais.

Nos anos 2000, Portugal tinha um dos maiores problemas com drogas de toda a Europa, 1% da população inteira era viciada. Eles decidiram tomar um rumo diferente da maioria dos países, descriminalizaram todas as drogas de maconha até crack, e todo o dinheiro que era usado para punir os usuários foi redestinado para ajudá-los a encontrar emprego ou então micro crédito para iniciarem seus negócios. Claro que aqueles que cometeram crimes continuaram sendo punidos independente da sobriedade.

Em 15 anos, o problema de drogas em portugal foi reduzido pela metade segundo o “British Journal of Criminology”, overdoses cairam monstruosamente, HIV caiu monstruosamente.

Johann explica que o oposto de viciado, não é sobreo… O oposto de viciado é conectado.

Por isso, para tirar alguém de um vício, é preciso dar a pessoa a oportunidade de criar conecções fortes.

Caso tenha interesse em saber mais sobre como controlar vícios, você pode buscar livros de psicologia, comunicação e autodesenvolvimento.

Aproveite os cupons de desconto:
Cupom de desconto Fnac
Cupom de desconto Saraiva

17/03/2016
Tags: *
Sobre o autor

Coach de Esportes Eletrônicos, Especialista em Links Patrocinados, Aficionado por Alto Desempenho e Fã do Bruce Lee. "Be like water, formless, shapeless".

centenas de lojas online

533
lojas online

milhares de cupons e ofertas

8326
cupons e ofertas

100% gratuito

100%
gratuito

economize até 70%

70%
descontos de até