Tendência da moda com o passar dos anos

Tendência da Moda

Tendência da moda com o passar dos anos

Você acompanha os desfiles? Acompanha tendência da moda? Independente das respostas, podemos observar que muitas peças do nosso vestuário atual são inspirações de roupas que nossas avós e mães usavam quando eram mais jovens. Tratarei aqui de uma linha do tempo da moda feminina, com tendências e estilo ao longo das décadas, para que você possa pegar ideias e montar o seu próprio look “retrô”.

Anos 20: Época dos tecidos leves e confortáveis e das melindrosas, com seus vestidos curtos com franjas e pérolas. O maior ícone fashion dessa época foi a estilista Coco Chanel, a mulher a qual devemos o uso da calça comprida, dos tailleurs, do vestido tubinho, o pretinho “básico” e claro, ao corte de cabelo na altura dos ombros, chamado corte chanel. As peças chave da moda dos anos 20 eram os sapatos de bico redondo, chapéus e vestidos mais largos. Um fato importante dos anos 20 foi o fim do espartilho, dando mais liberdade às mulheres. As pernas eram mostradas e a maquiagem ficou marcada, com lábios vermelhos e olhos marcados.

Anos 30: Com a crise de 1929, as peças eram confeccionadas com tecidos mais baratos, como o algodão. Os vestidos mais “folgados” deram espaço aos decotes e mais justos, mostrando as curvas femininas; o cabelo chanel deu espaço aos fios mais longos. O cinema, como poderemos ver em várias décadas, foi um grande influenciador da moda. As mulheres copiavam o estilo das atrizes Greta Garbo e Marlene Dietrich, com sobrancelhas finas, marcadas com lápis e um certo exagero no pó de arroz. Um peça importante do vestuário dessa década foi o short, que surgiu por conta da “descoberta” da prática de esportes e vida ao ar livre.

Anos 40: Os anos 40 foram marcados pelo auge da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), onde as roupas também tiveram uma inspiração militar e as mulheres entraram para o mercado de trabalho, onde exigiam peças mais sofisticadas, como os casacos de tweed, tailleurs e os cardigãs. Os tecidos eram mais pesados e os cortes mais retos, as calças compridas já eram mais práticas e acessíveis, as saias eram com pregas e os cabelos eram presos por grampos, formando cachos, por conta da dificuldade de encontrar cabeleireiros em plena guerra. Os ícones fashion da década foram as atrizes Katherine Hepburn e Ava Gardner.

Anos 50: Década do glamour. Com o fim da guerra, as mulheres voltaram com as roupas mais femininas, sem racionamento de tecidos. A cintura era bem marcada, as saias eram godê e os acessórios ficaram mais sofisticados, sendo chamado de “new look”, com Christian Dior lançando essa tendência da feminilidade e sofisticação. A valorização do olhar na hora de fazer a maquiagem fez com que indústrias de comésticos variassem nos seus produtos. Tintas de cabelo, coques, cabelos mais curtos e com franjas mais “infantilizadas” tomaram lugar dos cabelos soltos ou cachos feitos com grampos. Foi a década das pin ups, misturando sensualidade, elegância e algumas vezes ‘inocência”, inspirando artistas dos tempos atuais como Dita Von Teese. As calças jeans ganharam popularidade, e para quem gostava de algo mais confortável, vestidos de bolinha e moda colegial marcavam presença nos guarda-roupas. Marilyn Monroe foi o grande símbolo fashion e sexual da década, com seu glamour e sensualidade, junto com o estilo diferente de Audrey Hepburn, que eternizou o “pretinho básico”, da grife Givenchi em seu filme Bonequinha de Luxo, Grace Kelly, a atriz de Hollywood que virou Princesa de Mônaco e Elizabeth Taylor com seus olhos violeta e suas joias.

Anos 60: As mulheres começaram a ter seus direitos iguais aos dos homens, depois de décadas lutando por isso. Foi a década do rock n’roll, com influências como Elvis Presley e Beatles, os jovens estavam mais rebeldes deu-se início a liberdade sexual, com o surgimento da pílula anticoncepcional e da pregação do “paz e amor”, com o festival Woodstock. Um fato importante dessa década foi a ousadia da minissaia, criação da estilista Mary Quant e do vestido tubinho, além das calças cigarrete e blusas de couro. Foi nos anos 60 que tivemos a primeira top model: a modelo Twiggy, marcando presença com sua maquiagem que era basicamente olhos bem marcados e batom claro. A atriz Brigitte Bardot inspirava com seu estilo de combinações de botas e saia, sendo um grande símbolo fashion da década. As peças chave do vestuário sessentista eram as minissaias, botas, jaquetas de couro e vestido tubinho. No Brasil, a cantora Wanderléa inspirava as adolescentes da época, com a Jovem Guarda e Os Mutantes iam mais para o lado psicodélico, para os jovens mais rebeldes e que não seguiam o convencional.

Anos 70: Com o início da era “paz e amor”, o estilo hippie tomou conta da década. Roupas largas, com franjas, estampas exageradas e principalmente, peças levando mais para o lado unissex, mostraram a liberdade de estilo, onde as pessoas usavam o que queriam, sem a ditadura da moda. A disco music teve seu espaço, com a maior inspiração nos filmes Grease e Embalos de Sábado a Noite, ao som de Bee Gees, estampas metalizadas, cabelos black power e discotecas. Os ícones fashion eram John Travolta, os Beatles na era psicodélica e a atriz Frah Fawcet, a mais famosa das Panteras. No fim da década, o movimento punk tomou os ingleses, por conta da onda de desempregos do país: as roupas eram surradas, cabelos coloridos em formato de moicano, alfinetes no nariz e orelhas, coturnos e jaquetas de couro, para prostestar contra a situação difícil da população, tendo como grande símbolo dessa revolução a banda Sex Pistols.

Anos 80: A década da extravagância e ostentação. Tudo era colorido e com muito glamour: paêtes, ombreiras, batons com duração 24 horas, cabelos mais rebeldes, esmaltes e maquiagem fluorescentes, o estilo “fitness”, com leggings de lycra,mullets, músicas dançantes e animadas. Madonna e Cindy Lauper representam bem a década, com sua sensualidade, ousadia e exagero nas peças.

Anos 90: Foi marcada pela diversidade de estilos e modernização de peças que eram moda em décadas anteriores. O grunge foi o que mais teve destaque, com Kurt Cobain inspirando jovens a usarem camisa xadrez de flanela, calça jeans e tênis surrado. A reinvenção dos estilos continua até os dias atuais, com o que tinha de melhor em cada década.

Se inspirou na psicodelia dos anos 70? É mais romântica como nos anos 30? Ou gosta de cor e brilho dos anos 80? Não importa o seu estilo, o Cia dos Descontos oferece cupons de desconto Dafiti, Cupons de Desconto Passarela, Cupons de Desconto Renner e várias outras, para se vestir bem, pagando menos e ficando sempre linda.

04/02/2016
Tags: *
Sobre o autor

Fã de esportes, principalmente de futebol americano, formação em Marketing e técnico em Publicidade, adora rock, mas não resiste quando ouve pagode dos anos 90 e sertanejo raiz (sabe todas), tem como livros de cabeceira O Poderoso Chefão e O Apanhador no Campo de Centeio.

centenas de lojas online

536
lojas online

milhares de cupons e ofertas

8332
cupons e ofertas

100% gratuito

100%
gratuito

economize até 70%

70%
descontos de até